Mas afinal, por que você corre?, por Fernanda Lüttke

Mas afinal, por que você corre?, por Fernanda Lüttke

Esses dias uma amiga perguntou como estavam meus treinos. Comentei que estava difícil conciliar acordar às 5h, viajar para trabalhar, voltar e conseguir treinar tudo certinho, depender de ônibus e tal. E ela comentou que algumas pessoas comentavam que eu ia muito mal nas corridas para quem treinava tanto (como treinava antes).

Fiquei pensando nisso por um bom tempo, sabe? Nesse “julgamento” que as pessoas faziam, que eu teria que ser mais rápida por causa do meu volume de treinos. Fiquei triste, comentei até com a Carol.

Então fiquei pensando no porquê de as pessoas acharem que eu deveria ser mais rápida. O treino serve só para você ser mais rápido? Ou serve também para aumentar a sua resistência? Ou serve para você conseguir de forma mais tranquila algo que gosta e lhe faz bem?

Agora não estou conseguindo treinar direito, mas quando voltar, eu vou continuar não querendo ser a mais rápida. Ninguém nunca pensou que esse não é meu objetivo?

Mas afinal, Fernanda, por que você corre?

Vou dizer para vocês. Correr me traz muitos benefícios. Essa endorfina deliciosa. Essa sensação de superação – de superar a mim mesma, seja no tempo, na distância, superar a preguiça. Toda e qualquer corrida pra mim é uma vitória.

por que você corre

Eu corro desde 2011 e uma das melhores coisas que a corrida me traz são as amizades. A amizade da Carol que faz o blog comigo, a amizade de tantas pessoas que eu conheci através da corrida e que eu pude reunir num grupo bacana. Gente, eu amo quando termino a corrida com dor na bochecha de tanto sorrir.

Outra coisa muito boa que a corrida me traz é a saúde – física e mental. Gente, eu tenho 36 anos! Não é fácil ser uma pessoa saudável e se sentir bem com a correria do dia a dia. E superar uma depressão com a corrida é bom demais!

Então, por mais que eu não ganhe troféus e medalhas pelos meus feitos na corrida, eu ganho várias outras coisas. Será que isso vale menos do que diminuir meus tempos? Melhorar meu pace?

Honestamente? Não acho. Desde que comecei a correr nunca tive uma lesão por causa da corrida. Sim, eu vou no limite que meu corpo deixa. Poderia levar ele até o limite? Poderia sim. Mas quem sabe isso iria exigir mais do que eu corpo pode aguentar. Não sei!

O importante é que sou feliz assim, às vezes chegando em último, às vezes ajudando e incentivando meus amigos a se superarem.

Então, em vez de cobrar tanto desempenho das pessoas, que tal incentivar mais? Esse é meu lema. E juro, me faz um bem muito maior do que os troféus.

por que você corre

Fernanda Lüttke

4 thoughts on “Mas afinal, por que você corre?, por Fernanda Lüttke

  1. Parabéns garota….. fique firme no seu propósito….. eu realmente busco também se superar…. algumas vezes até demais….e seu texto me dá um pouquinho de tranquilidade…porque eu realmente sou competitiva e isso nem sempre é bom 😙😙

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *