Night Run do Costão do Santinho para começar o ano com o pé direito!

IMG-20160201-WA0024 (1)

Neste sábado foi a estreia da Carol e minha na Night Run do Costão do Santinho, e a primeira prova do ano para as Mulheres na Pista. Não poderíamos ter escolhido prova melhor, cheia de desafios, aventura, teve alguns contratempos, mas não podemos controlar tudo, certo?

A prova começou pra mim no sábado logo após o almoço quando peguei a estrada acompanhada do marido e da Cintia, mais uma dos vários amigos que as Mulheres na Pista fizeram. A viagem até Florianópolis foi mais que tranquila, sol, pista limpa, movimento pequeno na BR-101.

Logo chegamos à casa da Carol e depois de um café da tarde partimos todos para o Costão. Mais estrada pela frente, mas logo estávamos lá. Enquanto os banhistas iam embora da praia, os corredores foram chegando. E a chuva vinha junto. Ainda deu tempo de irmos ao banheiro e flagrarmos a infraestrutura preparada para a prova: massagem, guarda-volumes, comidinhas gostosas nos esperavam para depois da prova.

E logo começou o temporal. Raios e trovões assustaram, ficamos esperando embaixo de uma estrutura do resort, onde tivemos a oportunidade de conversar com o Giovane Martinello, que já trabalhou com esporte em Santa Catarina e hoje está no canal de TV por assinatura Esporte Interativo.

Depois daquele suspense, veio a boa notícia, a prova vai acontecer. Saímos do esconderijo e fomos procurar nossos amigos do Desafio Running. E achamos! A festa estava começando! Rimos, dançamos, nos aquecemos, e nos preparamos para a largada, acendemos nossas lanternas e na contagem regressiva foi aquele show de fogos de artifício. Lindo demais.

Então partimos, os quatro sempre juntos, correndo e conversando, não queríamos nos preocupar com tempo e afins, a ideia era nos divertir! E assim foi, sempre cuidando para que nenhum buraco ou piscina natural (a chuva criou várias no meio das dunas) nos afogasse. Aliás, que desafio correr na areia fofa, hein? Eu adorei!

A trilha de corredores e suas lanternas na cabeça...
A trilha de corredores e suas lanternas na cabeça…

No fim chegamos de mãos dadas e eu com as bochechas doendo, pois não conseguia parar de sorrir durante toda a prova.

Fomos para a fila da entrega das medalhas e lá conhecemos a Melissa e a Georgia, da Bruna Camargo Assessoria Esportiva. Nós estávamos a procura de um corredor que fizemos “amizade” na prova. Fomos reconhecidos como sendo de Joinville ele avisou que era de Curitiba. Quando começamos a chamar por Curitiba elas se apresentaram e assim conhecemos essas duas gatas – elas estavam com mascaras de gatas, inclusive!

IMG-20160201-WA0023 (1)
Com o Junior e a July, o casal Desafio Running

Quando entramos então na área destinada aos atletas, onde os patrocinadores iriam nos presentear com seus produtos, o susto! Não havia mais quase nada, enquanto alguns procuravam algo para comer, outros saiam com caixas cheias de produtos, sem ao menos pensar nos que finalizariam a prova depois deles. Uma pena. Resolvi me esgueirar e tentar pegar algumas coisas pois estava com fome, consegui pouca coisa que dividi com a Carol, sabia que ela também estava com fome!

Mas enfim, tirando a falta de educação de alguns, a prova foi linda, inesquecível!

Pontos positivos:
– Kit lindo, camiseta confortável, é muito bom ver tanto apoio à corrida, isso deveria se repetir aqui em Joinville também!
– Muitos banheiros químicos e até uma pia para lavarmos as mãos depois, achei joia!
– O local da prova é lindo! Ano que vem quero levar mais amigos para correr lá!

Pontos a melhorar
– As frutas ficaram abandonadas pela maioria dos corredores, mas eu peguei sim, só que a pera que peguei estava cheia de areia. A dica é que na próxima vez coloquem elas em saquinhos.
– Sugiro também  colocar os produtos oferecidos pelos patrocinadores também em saquinhos, o que for possível, porque mesmo sendo culpa da falta de educação de alguns, o que aconteceu no fim da prova acaba respingando no brilho de toda a prova.

Fernanda Lüttke

Um comentário em “Night Run do Costão do Santinho para começar o ano com o pé direito!

  1. isso que você relatou das frutas é um grande problema. As pessoas fazem a feira no fim da prova e não estão nem aí para quem vem depois. E ainda ficam se gabando que pegaram várias frutas. Aí, o pessoal que chega mais no fim, não tem nada e acaba reclamando da organização, sendo que a culpa foi de alguns outros corredores.

    A Night Run foi bem legal. Acredito que eles fizeram o possível para as condições do tempo que apareceram. Se São Pedro colaborasse, teria sido um evento muito bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *