Dia de conhecer histórias inspiradoras na Jaraguá 10k Subway

Dia de conhecer histórias inspiradoras na Jaraguá 10k Subway


A manhã deste domingo foi reservada para um dia lindo, era dia de participar de mais uma edição da Jaraguá 10k Subway. Neste ano o marido não pode me acompanhar, então fui com o casal de amigos Camila e Maricel. Que delícia de passeio, foi muito bom para matar a saudades desses dois que conheci quando participava do Grupo de Corrida do Sesc e de quem eu gosto tanto!

Eles passaram na minha casa logo cedo e então partimos rumo à Jaraguá. Chegamos as 7h22 após enfrentar bastante neblina no caminho. Quando chegamos a Carol já estava lá, nossa staff mais linda. Tinha pego o kit dos amigos e nos esperava.

Camila – que ganhou uma das inscrições sorteadas aqui pelas Mulheres na Pista – e eu nos preparamos, colocamos nosso número de peito e falamos sobre o trajeto. Havia uma subida bem desafiadora no percurso. Deu tempo também de conhecer a Aline, a ganhadora da outra inscrição aqui no blog. É muito bom conhecer pessoalmente os leitores das Mulheres na Pista durante as provas. Também nos divertimos bastante pré-largada com o Sanduman, o Sanduiche da Subway que estava todo agitado!!

Oito horas e lá fomos nós, o clima estava agradável, passei por um termômetro na rua que marcava 17 graus. O Sol começava a sair, estava muito gostoso para correr. Eu já conhecia o trajeto e fui aproveitando o caminho, ouvindo música boa e indo num ritmo forte, queria desafiar meus limites. Na subida tão temida vi várias pessoas caminhando, mas não parei não, só diminui o ritmo, e voltei a correr mais forte na descida.

Como eram duas voltas passei pela Carol e o marido Gerson, e o Maricel, antes de começar a segunda volta. A partir daí todo aquele povo que estava na minha frente havia sumido. Nessas horas a gente perde um pouco da noção de tempo e velocidade pois não tem nenhum ponto de referência. Mas segui firme e forte.

E lá veio a subida novamente, foi hora de sacar meu gel carboidrato para as forças extras..rsrs. Um ciclista da organização foi me acompanhando e avisava aos colegas que ajudavam que eu era a última. Não vou mentir que desanimou um pouco, mas isso não era novidade para mim, então tentei abstrair. E lá segui, até encontrar então o povo que já havia terminado a prova nos 5 km, a Camila e o Marcio, me incentivaram muito para os últimos metros da prova. Queria fazer com menos de uma hora, mas não foi dessa vez! E foi então que eu descobri que não era a última.

IMG_20160516_085921 (1)
1. Celebrando um ano de amizade com o Marcio. 2. Com a Carol que ficou de staff, a mais linda! 3. Com a Camila Padilha, minha amiga, musa inspiradora!

Logo depois de pegar a medalha, as frutas maravilhosas que o pessoal da Dona Pitanga distribuía, vi a última colocada chegando. Era a dona Lissonia, da família Pauvels, lá de Toledo, Paraná. A dona Lissonia e a família – o filho, a nora e o cunhado – vieram da cidade paranaense no dia anterior, enfrentaram 700 km de estrada e estavam lá, com uma camiseta homenageando o senhor Romaldo, marido da Lissonia, que havia falecido em janeiro.

A Maria, nora da dona Lissonia, contava orgulhosa a história da sogra que iria ganhar mais um troféu para a coleção. A própria dona Lissonia explicava que começou a treinar aos 61 anos e desde lá já foram muitas provas, inclusive quatro meias-maratonas!! Que família inspiradora. Ah, o marido da Maria, filho da Lissonia, o Valdemir, depois de dirigir para trazer a família do Paraná para Santa Catarina, ainda levou o troféu de quarto no geral! Eles contaram para nós que na cidade deles há um grande incentivo à saúde e bem-estar já que contam com academia e até piscina para aulas de natação de graça. E ainda nos convidaram a participar da Meia Maratona de Toledo, que acontece no dia 9 de outubro. Muito obrigada pela inspiração, família Pauvels!!

IMG_20160516_085809 (1)
1. Fernanda e a Família Pauvels. 2. Carol e Fernanda com a Aline e a Camila, vencedoras do sorteios das inscrições para a Jaraguá 10k Subway. 3. Com a equipe da Dona Pitanga, sempre super atenciosa e com frutas deliciosas!

Agora vamos à avaliação da prova:

Pontos Fortes
– As provas da SC10k são sempre muito bem organizadas, é uma delícia participar.
– A camiseta cinza, como a da Joinville 10k, é uma cor bem neutra, muito boa para usarmos nos treinos e na academia.
– As frutas frescas do fim do percurso, a água geladinha nos pontos de hidratação, tudo ótimo.
– A infraestrutura do Ginásio de esportes da cidade que recebe os atletas, banheiros limpos, tudo ótimo.
– Pontualidade na largada e a narração sempre animada do Fabrício Smangorzewski.

Pontos a melhorar
– A educação dos motoristas, de carro e principalmente de ônibus. Um deles invadiu a pista reservada aos corredores e passou a meio metro de distância de mim. Além do susto, fiquei preocupada que aquilo poderia ter causado um acidente! Por favor, senhores motoristas, um pouco mais de educação!!

Fernanda Lüttke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *