Amputada vai correr Maratona de Boston dois anos após atentado

Por Fernanda Lüttke

É hoje! Hoje acontece mais uma edição da Maratona de Boston. A nossa querida Juliana, que você conheceu aqui, deve estar se preparando nesse momento para a largada.

Mas a Juliana terá uma companhia muito especial.  A Rebekah Gregory estava torcendo pela mãe do seu então noivo na linha de chegada da Maratona de Boston, em 2013, quando aconteceu o atentado. A explosão não arrancou a perna de Rebekah na hora, mas feriu gravemente e, depois de 17 dolorosas cirurgias os médicos optaram por amputar a perna da moça.

Você poderia achar que isso seria o fim de Rebekah, que ela ficaria a sentir pena de si mesma, enfim, triste pelo acontecido. Pelo contrário, a moça decidiu começar a correr.

rebekah cortada

 

Treinou com um treinador também amputado e hoje, segunda-feira, da 20 de abril de 2015, vai participar da prova.  Muito lega, né? Ela não será a única, como a Juliana contou pra gente, vários amputados, caso quisessem, receberiam treinamento do governo americano, para correr a prova.

E dá-lhe superação!

Ah, para quem tem TV a cabo, a Maratona será transmitida pela band Sports agora às 10h30!

mulheres na pista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *