Desafio do Mirante 2018: para quem gosta de se desafiar

Desafio do Mirante 2018

Eu sei, eu sei, existem provas muito mais desafiadoras que o Desafio do Mirante. Mais altas, mais longas. Mas na minha opinião, o Desafio do Mirante é sim uma prova para se desafiar. É um desafio para mim.

E neste ano eu encarei a distância mais longa que estreava, a de 8,6 km. Ou seja, antes de encarar a subida, tinha um pedaço de asfalto pela frente.

Desafio do Mirante 2018

No fim de semana antes da prova (que foi no dia 25 de fevereiro), eu fui com os colegas da 42k Assessoria Esportiva reconhecer o percurso da prova. Como havia chovido muito, a trilha estava bem difícil, com árvores pelo caminho, mas encarei e vi que não estaria 100% para a prova.

Treino de reconhecimento com a 42K Assessoria Esportiva
Treino de reconhecimento com a 42K Assessoria Esportiva

Chegou a hora

Mas não importava, afinal dia 25 de fevereiro, logo cedo, eu e mais 800 malucos estávamos lá. Sim, as inscrições encerraram antes do prazo porque havia atingido o limite técnico.

E lá fomos nós. Quem encarava a distância maior largou antes.

Desafio do Mirante 2018

Depois o povo dos 5,5 km. Eles passaram pela gente e seguiram enfrentar a subida. Os do 8,6 km ainda foram pelo asfalto antes de encarar o morro.

Juro que já na metade do percurso havia me arrependido de enfrentar a distância maior. Mas é aquele arrependimento que assim que termina a prova já passou. Mas precisava vencer o Mirante antes do arrependimento passar.. rsrs

Fui no meu ritmo e, sabendo dos desafios, não me importei em caminhar nas subidas mais difíceis, afinal o desafio é chegar no fim, né?

O dia estava quente logo cedo, sorte que água geladinha não faltou.

Desafio do Mirante 2018

Subindo, subindo…

Como haviam duas distâncias, quando eu estava já na parte calçada do Morro do Mirante tinham atletas descendo. Todos incentivando os retardatários. Acho muito bacana.

E como vira e mexe eu treino lá, sabia de cada curva, cada subida… e sabia mais ainda que faltava um bocado – e a pior subida antes da linha de chegada.

Desafio do Mirante 2018

Sim, a subida da minha piada clássica – onde todo mundo dança o Tcham – bota a mão no joelho e dá uma abaixadinha.

E foi assim, depois da última curva. Juro que não lembrava o quanto essa última subida era tão íngreme.

Mas aí chegando lá mais incentivo, incluindo do nosso narrador preferido Fabrício. Mais alguns passos, um sprint final e pronto. O Morro do Mirante havia sido vencido mais uma vez. Orgulho de ter participado de todas as edições dessa prova.

Desafio do Mirante 2018

Pontos positivos

Dia quente e morro? Isso não foi desculpa para passar sede, já que a organização colocou vários pontos de hidratação, em distância menor do que estamos acostumados em outras provas (normalmente de 2,5 em 2,5 km).

Frutas frescas também não faltaram pros atletas que finalizaram a prova, mérito da Dona Pitanga.

Para quem corre muitas vezes a mesma prova, as novidades são sempre bem-vindas e isso vale para a nova distância do Desafio.

Eu sou suspeita para falar, mas o Desafio do Mirante é uma das minhas provas preferidas. Que bom que ela voltou ao calendário depois de um ano fora!

Pontos a melhorar

Não sei se foi decisão da organização, mas a premiação foi realizada em frente o Fórum, local da largada da prova. Acho que o Desafio do Mirante merece entrega dos troféus lá no topo!

No Youtube

Deixe uma resposta

cinco − um =