Night Run Costão do Santinho 2018: desafio perfeito para começar o ano

Night Run Costão do Santinho

Sair de casa para viajar no sábado é por um bom motivo: correr e ver os amigos. E foi assim o dia da Night Run Costão do Santinho.

Night Run Costão do Santinho

Não é a primeira vez que a Night Run Costão do Santinho é a prova de abertura do calendário das Mulheres na Pista. A prova noturna, na praia de Floripa é sensacional, desafiadora e é ótima para começarmos o ano com o pé direito.

Viagem

Fui para Floripa no sábado pela manhã com os amigos July e Junior do Desafio Running. Lá chegando pegamos o kit e depois fomos almoçar na casa da Carol, que nos recebeu cum uma macarronada deliciosa e com o sorriso lindo do Bernardo.

Lá também conhecemos a Lele Fitness e o Feijão, os vizinhos da Carol. Rimos muito, brincamos e depois partiu Costão do Santinho.

Chegamos lá e muita gente já aguardava o início da prova. Eram quase dois mil inscritos.

A prova

Encontramos outros amigos das Mulheres na Pista, as meninas do Batom na Pista que foram em peso para a prova, e muitos outros corredores. Estava lindo.

E depois daqueles fogos de artifício que amamos, era a hora de correr. Lelê e Carol foram de 5 km e eu fui de 10. Logo na entrada das dunas a areia fofa fazia a gente se arrepender de ter escolhido o percurso mais longo. Mas já era tarde.

Faz o vai e volta nas dunas e seguimos para a praia dos Ingleses. O público espera os corredores passarem por ali. E como parece que a faixa de areia diminuiu, enfrentamos também o desafio de fugir das ondas.

O clima agradável e a garoa que ora caia, ora parava, deixou a prova superagradável.

A volta

Saindo da Praia dos Ingleses, mais areia fofa, mais dunas, e aquela visão maravilhosa de praia deserta no escuro iluminada pelas lanternas das nossas cabeças.

Depois de fazer todo o vai e volta nas dunas novamente, foi hora de voltar pelo Costão do Santinho e finalmente a chegada.

Lá fomos recebidos por uma festa, além da medalha teve colar havaiano, música ao vivo e muitos brindes – Cerveja, café, água de coco geladinha, pão de queijo, suco, barra de cereal, massagem – simplesmente sensacional.

Também a área dos food trucks – que deveria ser repetida em mais provas.

Pontos Positivos

– É lindo ver o quanto de apoio tem essa prova. Vários apoiadores e patrocinadores que encheram os corredores de mimo.

– A ideia dos vale-brindes que já havia sido colocada em prática no ano passado depois da dica da Carol foi repetida neste ano ainda melhor. O vale-brindes veio em um bloco plastificado, com picote, feito em gráfico, super lindo.

– Essa prova é desafiadora demais, com areia fofa, dura, água, subidas, descidas. A melhor para abrir o calendário de provas.

– Staff super simpático, até usava mega-fone para incentivar os atletas.

Pontos a melhorar

Uma pena que numa prova num lugar tão lindo ainda participem pessoas tão sem noção e educação. Mesmo com o pedido da organização (não um, mas vários), muitos corredores jogaram seus copos de água em locais inapropriados. Poxa, povo, estávamos correndo na praia, nas dunas, custa ter mais cuidado? Isso foi o mais triste!

Deixe uma resposta

8 − sete =